Clique na imagem para saber mais...

6 de março de 2014

CRÔNICAS DO MOCHI - O gostoso pastel que nos explora

Hoje quero falar da exploração que eu acho nas nossas feiras livres do preço do pastel. Duvido que você que gosta de um pastel aos domingos ou quartas na feira já não reclamou no pensamento de ter que pagar 3,50 num pastel que com 5 bocadas já acabou, além de levar filhos ou levar pra casa um pastelzinho pra esposa, isso sem contar que 3,50 é o mais baratinho, o básico, fora isso o preço varia em 4,00 até 7,00.

Supondo que você não vai comer apenas um pastel,pois seria no mínimo dois, e tomar um refrigerante ou um suco, e não esquecendo que os filhos também querem né. Não da pra sair sem deixar pelo menos 10 reais por pessoa, e dependendo gasta-se mais de 20 ou 30 reais. 

Penso que um bom cafe da manhã também seja antes da 8h ou estragaria o almoço ou jantar se a feira for durante a semana.

Um almoço com self-service no Restaurante Dias por exemplo custa apenas 10 reais e pode-se comer a vontade com 2 tipos de carne e muito mais. Um suquinho não passa de 2,50, além de comer a vontade você não é explorado. E não se trata de propaganda não porque está cheio de restaurante que servem almoço por 11 reais, ou que seja uma marmitex por 7 reais.

Uma pequena lanchonete ao lado da farmácia Coração de Jesus do centro perto da Mânica vende um pastel enorme por 2 reais. Se não desse lucro eles não venderiam a esse preço, então presume-se que estão explorando o consumidor.

A feira livre está igual a rodoviária, onde um salgado custa 5 reais e só atravessar a rua ele custa 2.50, sem contar que nunca tem frutas variadas nem verduras de primeira só meia boca. E o que dizer dos preços? É só comparar com os preços do mercado que além de não chover dentro tem ar condicionado e os preços das verduras e hortaliças são mais baratos com muito mais variedades.

A feira livre é boa mais para encontrar os amigos, comprar algo que esqueceu ou não teve tempo de ir ao mercado, etc. Fora isso nada que um restaurante sef-service ou um supermercado não resolva.

Vocês me verão comendo pastel na feira ou comprando verduras e hortaliças? Sim, já que sou um bom consumista além de gostar do sabor do pastel na feira e de ser como todos os brasileiros, com direito de decidir se quero ou não ser explorado. Assim como exerço o direito que me garante a constituição de dar minha opinião sobre todos os assuntos.