sc

SE VOCÊ ESTÁ VENDO ISSO, O SEU CLIENTE TAMBÉM VÊ... ANUNCIE AQUI!
iniciar        parar

2 de janeiro de 2015

Professores fazem protesto durante a cerimônia de posse de Beto Richa

Um protesto do Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Paraná (APP-Sindicato) marcou a cerimônia de posse do governador Beto Richa (PSDB), na tarde desta quinta-feira (1º). De acordo com a entidade, o governo deixou de pagar em dezembro os salários de 37 mil professores que atuam com contratos temporários em todo o estado.

O sindicato diz que o pagamento deveria ter sido efetuado no dia 30 de dezembro, mas os valores não foram recebidos pela categoria. A entidade se queixa do fato de que os professores temporários são os que recebem os menores salários entre os docentes do sistema público de ensino do governo estadual.Ainda conforme o sindicato, a promessa do governo é quitar os salários de dezembro até o dia 9 deste mês.

O protesto contou com professores da Região Metropolitana de Curitiba e de Maringá, no norte do estado. Logo após a entrada de Richa no Palácio Iguaçu, onde empossou os novos secretários de estado, o grupo se dispersou.

Ainda no dia 30, o governo chegou a enviar uma nota, mas disse que não se pronunciaria sobre os atrasos. "Hoje o governo do estado do Paraná efetuou o pagamento dos salários de todos os servidores estatutários, valor equivalente a R$ 1.3 bilhões. Os servidores temporários, que já receberam o 13º, recebem os salários de dezembro até o dia 08/01, 5º dia útil do mês, como permite a lei. O valor desta folha de pagamento corresponde a R$77 milhões. Os pagamentos estão de acordo com o planejamento da secretaria de estado da Fazenda", afirma o texto. (G1)