28 de fevereiro de 2015

Padre Durvalino foi condenado a 16 anos de prisão


Padre é acusado de estupro de vulnerável e está preso desde maio do ano passado na cadeia pública de Goioerê. Advogado disse que vai recorrer.


O padre Durvalino Rodrigues foi condenado a 16 anos de reclusão por estupro de vulnerável. Ele é acusado de ter abusado sexualmente de uma menina de dez anos de idade e está preso na cadeia pública de Goioerê desde o dia 25 de maio de 2014.

O caso começou a ser investigado em fevereiro de 2014, depois de uma denúncia formulada através do Disque 100. A menina que seria a vítima foi ouvida e teria confirmado a denúncia. Em maio o padre teve a prisão decretada.

Não há muitas informações sobre o caso, uma vez que o processo correu em sigilo de justiça, para preservar a vítima.

O advogado do Padre Durvalino anunciou que irá recorrer da sentença junto ao Tribunal de Justiça.

Segundo a Diocese de Campo Mourão, quando foi preso o Padre Durvalino já estava afastado de suas funções eclesiásticas.

Nenhum comentário: