11 de dezembro de 2015

Aprendi ser duro com a escola da vida porque já apanhei dos meus professores que ainda estão no poder

A respeito da polêmica que se instalou na cidade, sobre colocar o nome do atleta Robinho no Estádio Municipal que teimam em construir, quero dizer que sou palmeirense, que sou fã do jogador, e respeito toda a sua família. A questão para mim, nem é tanto o nome mas é como se faz as coisas. Um convite foi impresso provavelmente com recurso do município adiantando um projeto que nem se quer tinha sido votado na primeira vez... e um dia antes de ser votado pela segunda vez a própria Assessoria de Comunicação da prefeitura, manda no meu e-mail o convite para a inauguração com o nome do atleta Robinho e toda a sua ficha técnica. Então devemos supor que estava tudo acertado? Ou a confiança era tamanha que não se preocuparam? A placa foi confeccionada? Porque nossos edis não pediram vistas do projeto para o jurídico da câmara? O projeto foi retirado de pauta a pedido dos vereadores Grava, Erasmo, Lima e Cilas... A pergunta que fica se fizeram isso para revogar a Lei que proíbe dar nomes de pessoas vivas a espaços públicos e depois votarem a favor do nome escolhido. Vamos aguardar os próximos capítulos porque tem um batalhão de olho e se mobilizando. O povo deve ser consultado, pois o dinheiro é do povo. Quem quer colocar o nome de uma personalidade a todo custo em um estádio, é só construir um particular. Tem muitos formadores de opinião que não concordaram de como as coisas foram feitas e juntos colocamos a boca no trombone. Vamos aguardar o desenrolar e mostrar para o povo, qual a diferença em se construir um estádio novo que custará milhões e algumas secretarias que não tem nem papel higiênico para colocar nos banheiros. "Aprendi ser duro com a escola da vida porque já apanhei dos meus professores que ainda estão no poder".

Nenhum comentário: