1 de abril de 2016

Prefeitos da região dão aula de gestão a Pupin sobre o reajuste dos servidores

☺O que é certo é certo e nessa o Manzato se lascou... Quem fala o que quer ouve o que não quer...

O chefe de Gabinete Luiz Carlos Manzato, que tem falado em nome do prefeito Pupin (que por sua vez não tem ido ao Paço), foi extremamente infeliz ao chamar outros prefeitos de irresponsáveis por conceder a justa reposição da inflação aos servidores(as). O chefe de Gabinete disse o que quis, ouviu o que não quis. Veja só a resposta de outras administrações a Manzato…



PAIÇANDU
Dispensou CCs (cargos comissionados) e fez outros ajustes. “Fizemos várias adequações para que pudéssemos garantir a nossos funcionários a reposição da inflação. E não vamos ter nenhum problema quanto à lei de responsabilidade fiscal, porque temos pessoas que nos auxiliaram muito. O sucesso de tudo está no investimento no indivíduo (servidor)”, Tarcísio Marques, prefeito de Paiçandu.

APUCARANA
Prioriza a folha de pagamento dos funcionários. Com responsabilidade, aumentou o salário dos professores municipais em 17%. “Estamos mantendo as obras e conseguindo garantir ganho real aos servidores”, Marcelo Machado, secretário de Fazenda de Apucarana.

SARANDI
Diz que o prefeito de Maringá está mal assessorado. “Houve incompetência na assessoria do prefeito (Pupin)… Assim como ajustamos o IPTU pela inflação, demos a reposição da inflação aos servidores. Dar a inflação para o servidor, além de legal, é questão de justiça, é direito do trabalhador (…). O futuro vai mostrar que não estamos equivocados”, Carlos de Paula, prefeito de Sarandi.

UMUARAMA
Congelou o reajuste de prefeito, vereadores e secretários, demitiu CCs, reduziu o salário de CCs que ficaram, mas garantiu a justa reposição da inflação aos servidores. “Tivemos em janeiro o dissídio e demos apenas o índice da inflação (…). Levamos em conta a Lei da Responsabilidade Fiscal e estamos dentro da legalidade, especialmente em ano eleitoral”, Moacir Silva, prefeito de Umuarama. (Inf. sismmar)

Nenhum comentário: