16 de novembro de 2016

Em Sarandi, mulher afirma que matou marido para defender filha de quatro anos

A Polícia Civil de Sarandi apresentou na tarde desta quarta-feira (16) Maria Aparecida, 31 anos, que matou o marido e enterrou o corpo no quintal, no Jardim Novo Panorama. Ela confessou o crime e declarou que não o premeditou, mas assassinou o homem em defesa da filha, de quatro anos. 

Os dois estavam casados há seis anos e as brigas teriam começado há quatro. Maria Aparecida contou que Leandro Alves da Silva era usuário de cocaína e costumava agredir ela e a criança.

No dia do crime, 25 de outubro deste ano, ela esperou o companheiro dormir e o teria atacado com uma barra de ferro. Depois, cortou o corpo em partes e enterrou em um buraco que seria usado como fossa, plantando grama em cima.

A mãe do homem desconfiou do desaparecimento do filho e da versão da nora de que ele teria deixado a casa, por isso, fez uma denúncia à Polícia Civil. Maria Aparecida declarou que pensou o crime no dia para defender a filha.

“Mãe que é mãe sabe que é capaz de tudo”, afirmou à imprensa, na Delegacia de Polícia Civil de Sarandi. O homem teria feito ameaças de matar a ela e a filha enquanto dormiam, por isso, a presa decidiu revidar e usar o mesmo método.

Ela alega que os familiares do falecido sabiam das agressões, mas nada faziam. A mulher já havia denunciado o homem na delegacia e afirmou que chegou a deixar a casa, mas sem ter para onde ir, voltou para o relacionamento.

A Polícia Civil seguirá com as investigações e deve denunciar a detida por homicídio.







Colaboração Nádia Lopes da Rede Massa/MassaNews/fotos:

Nenhum comentário: