sc

SE VOCÊ ESTÁ VENDO ISSO, O SEU CLIENTE TAMBÉM VÊ... ANUNCIE AQUI!
iniciar        parar

8 de maio de 2018

Delegado Jacovós apresenta monitora e motorista presos por estupro dentro de ônibus escolar

O motorista Hilton Luis dos Santos, 58 anos e a monitora Ariana Souza Costa foram presos por estupro de vulnerável, em Apucarana.

O delegado chefe da 17ª Subdivisão Policial de Apucarana, Drº José Aparecido Jacovós, juntamente com a delegada da Delegacia da Mulher, Drª Luana Lopes apresentaram os dois envolvidos em um estupro de vulnerável, na tarde desta terça-feira (08), em Apucarana. A violência sexual foi praticada contra uma menina de 12 anos, dentro de um ônibus escolar em julho do ano passado, conforme foi divulgada pela policia durante uma coletiva de imprensa.


Foram presos o motorista Hilton Luis dos Santos e a monitora que cuidava das crianças no coletivo, Ariana Souza Costa. Os dois trabalhavam para uma empresa terceirizada contratada pela prefeitura.

O caso começou a ser investigado no ano passado, após a Secretaria Municipal de Educação receber uma denúncia de que o motorista teria tentando beijar a menina. A polícia foi comunicada sobre o comportamento suspeito do casal, que foi afastado das funções. Naquela época, a menina não teve coragem de contar o que realmente havia ocorrido, pois teria sofrido ameaças.

Em fevereiro deste ano, o homem retornou para o trabalho na mesma linha de ônibus. De acordo com a polícia, a vítima ficou apavorada quando reencontrou o suspeito ao entrar no coletivo e não quis mais frequentar a escola. O comportamento chamou a atenção dos pais que, após várias conversas, descobriram que na realidade ela havia sido estuprada.

“Inicialmente a polícia foi informada sobre tentativas de beijos e abraços por parte do motorista, e alguma participação por parte da outra acusada.  Quando retornaram as aulas e o transporte escolar e a menina percebeu que ele tinha retornado ao serviço, ela se recusou a entrar no ônibus. Aí sim a família procurou a delegacia e contou que a menina havia sido estuprada pelo motorista com a participação da outra acusada”, disse o delegado-chefe da 17º Subdivisão Policial, José Aparecido Jacovós.

O delegado disse que a menina foi ouvida por diversas vezes. Ela informou que, no total, foram três tentativas em apenas uma semana, até que o motorista conseguiu consumar o estupro com a ajuda da monitora, que teria segurado a vítima. O crime ocorreu em um trecho entre o distrito de São Domingos.

“A vítima foi ouvida várias vezes para ver se a versão dela não apresentasse que o fato não pudesse ser real. A partir do momento que constatamos 100% que não era um fato inventado, solicitamos a prisão dos suspeitos”, disse Jacovós.

A delegada Luana Lopes, da Delegacia da Mulher, considera o caso muito grave por ter ocorrido dentro do transporte escolar e informou ainda que há indícios de que existe um caso extraconjugal entre os dois suspeitos.

“É um fato bem grave, inclusive que choca e causa revolta exatamente porque você acredita que seu filho está dentro de um ônibus, numa linha escolar, isso jamais aconteceria porque ele estaria em segurança. Por isso tivemos bastante cuidado antes de executar a prisão, porque a polícia acreditou que nunca pudesse acontecer”, disse a delegada Luana Lopes.

Nota da Autarquia Municipal de Educação de Apucarana

A Autarquia Municipal de Educação de Apucarana esclarece que suspendeu o contrato com a empresa Diego Henrique da Cunha Transportes ME por desobedecimento à ordem de afastar o motorista e a monitora envolvidos em investigação de estupro. Um processo administrativo foi instalado.

Desde que o caso da menor, aluna da Rede Municipal, foi trazido à Autarquia, todas as medidas legalmente cabíveis foram tomadas. De imediato os fatos foram levados ao conhecimento do Conselho Tutelar e da Delegacia. Também de imediato o acusado foi afastado pela empresa que presta serviços à Autarquia. (Fonte: rtvcanal38)
Postar um comentário