19 de abril de 2015

Filha de Pastor está desaparecida

O desaparecimento da neta do pastor da Assembleia de Deus, Daniel Sales Acioli, de Apucarana, há mais de 24 horas, é um mistério para a família, que está desesperada com o sumiço. 

Segundo relatos da tia da menina, Eliane Acioli Denobi, Isabelly Daiany Thomas Acioli, 14 anos, que estuda no Colégio Glorinha, de Apucarana, ia de van para a escola, por volta das 7 horas da manhã de sexta-feira (17), quando uma quadra depois de sair de casa pediu para o motorista parar o veículo, pois havia esquecido um trabalho que tinha que entregar na aula em casa. Isabelly desceu e não retornou.

“Após percebermos o sumiço da Isabelly, entramos em contato com o motorista da van, que explicou o pedido dela para descer do veículo. A partir daí começamos as buscas, ligamos para a casa de todas as suas amigas e até agora ela não foi localizada. Pedimos o auxílio da polícia, que está ajudando nas buscas”, diz Eliane. A tia de Isabelly relata ainda que várias ligações foram feitas para o celular da menina, que não atendeu as chamadas, mas respondeu uma mensagem em inglês para os pais, dizendo que estava tudo bem - a menina nasceu nos EUA e costuma se comunicar em inglês com os pais. A família não imagina o motivo que teria levado ao desaparecimento de Isabelly. “Ela não demonstrou nenhum sinal de que passava por um momento difícil ou algo do tipo. Um dia antes do sumiço, ela estava com a família em um shopping de Londrina, brincando e se divertindo. Para nós, não faz sentido ela ter sumido. Estamos atônitos com o ocorrido”, ressalta Eliane. Se alguém tiver informações sobre Isabelly, o telefone para contato com a família da menina é o (43) 9921-8485, ou com a polícia pelo 190. POLÍCIA Embora a Polícia Civil de Apucarana não esteja tratando a situação como desaparecimento, investigadores estão acompanhando o caso. Segundo o investigador Laércio Primon, a família registrou um boletim de ocorrência relativo ao caso na noite da sexta-feira. Na manhã deste sábado (18), policiais acompanharam familiares da menina na tentativa de localizá-la com base nas informações trocadas pelas mensagens de celular. (Inf. Carlão Mgá)

Nenhum comentário: