27 de janeiro de 2016

Delegado Jacovós e mais 200 policias: Os bandidos tremem!

Uma quadrilha suspeita de praticar 22 roubos a bancos e caixas eletrônicos (veja a relação das cidades ao final da matéria) foi desbaratada na manha desta quinta-feira (21), durante a Operação Cangaço deflagrada pelo Departamento de Inteligência do Estado do Paraná (Diep), conta com apoio das Polícias Civil e Militar e teve a participação de 200 policiais.

A última ação do bando aconteceu na segunda-feira (18) na cidade de Curiúva, nos Campos Gerais. Entre as cidades que os criminosos também consumaram assaltos estão Borrazópolis, Kaloré, cidades do Vale do Ivaí (norte do estado), e em Ortigueira, na região central do Estado. A quadrilha agiu ainda em Rosário do Ivaí. (VEJA O VÍDEO)


BANDIDO MORTO - A operação teve como objetivo cumprir 23 mandados de prisão e outros 44 de busca e apreensão. Atá agora vinte pessoas haviam sido presas, entre elas um funcionário público da Prefeitura de Ortigueira. Ele é suspeito de operar as máquinas retroescavadeiras em um dos assaltos. Fabiano de Jesus Pereira Ortis, 27 anos, considerado um dos líderes da quadrilha, foi morto durante a operação. Ele reagiu à presença da equipe, foi baleado e encaminhado ao hospital, mas não resistiu aos ferimentos. Com ele, os policias apreenderam uma metralhadora e uma pistola .40.

Além de Ortigueira a operação aconteceu em Telêmaco Borba, Imbaú, Faxinal, Lerroville, Mauá da Serra e Londrina. De acordo com o balanço parcial da ação, foram apreendidos, drogas, armas, carros, pistolas, metralhadoras, munições, farda camuflada, balança de precisão, pistolas, uma grande quantidade de cigarro,celulares, pendrive, mascaras, computadores.

"Esse tipo de ação criminosa, organizada, armada e violenta deve ser combatida com prioridade pela Segurança Pública do Paraná, até pelo trauma que causa na sociedade. Somente com ações integradas, no modelo de força-tarefa, com suporte dos órgãos de inteligência, será possível alcançar o resultado de sucesso, como este da Operação Cangaço", disse o secretário da Segurança Pública do Paraná, Wagner Mesquita.

Nenhum comentário: