30 de abril de 2017

Protesto contra reformas chegou a 254 cidades, o 2º maior número desde 2015

A greve geral contra as reformas trabalhista e previdenciária nesta sexta (28) teve manifestações registradas em ao menos 254 cidades, segundo levantamento do G1. Trata-se do segundo maior número de municípios envolvidos em uma manifestação desde 2015. No período, foram registrados pelo G1 29 protestos nacionais. VEJA OS MAPAS DAS MANIFESTAÇÕES

Só em um desses protestos houve mais cidades envolvidas: no ato contra a presidente Dilma, contra o ex-presidente Lula e contra o PT em 13 de março de 2016. Na ocasião, 337 cidades registraram protestos de rua.

Um outro protesto também teve um número de cidades similar ao registrado agora: o de 15 de março de 2015, também contra o governo de Dilma Rousseff. Foram 252 cidades com mobilização à época.

Outros dois protestos contra a ex-presidente, alvo de um impeachment em agosto do ano passado, tiveram mais de 200 cidades participantes: em 12 de abril de 2015 (224) e em 16 de agosto de 2015 (205).

Nesta sexta (28), todos os estados e o DF fizeram paralisações, que foram organizadas por sindicatos e reuniram diversas categorias. Foi o maior protesto contra o governo Temer, que já havia sido alvo de outros sete protestos pelo país desde a posse.

CONTINUE LENDO AQUI

Nenhum comentário: